Texto “contaminado”

Pessoal, alguém mexeu nesse texto aí embaixo, que, orginalmente, era uma reportagem do jornal “O Estado de São Paulo” e ele está bem confuso. Falta informação, tem informação fora do lugar e outras, erradas.

O assunto é a contaminação do terreno em que poderá ser construído o estádio Piritubão, para a Copa do Mundo de 2014. Mas contaminado mesmo é o que vocês irão ler a seguir.

SÃO PAULO – A Cetesb informou que somente hoje conseguiria fornecer mais detalhes do passivo na região, como o perímetro da área contaminada dentro do terreno, que pertence à Anastácio Empreendimentos, uma das empresas da Companhia City de Desenvolvimento. A área tem milhões de metros quadrados, o equivalente a três parques.

Para ambientalistas que tiveram acesso ao relatório, a descontaminação da área vai levar ao menos três anos, o que pode inviabilizar o projeto da nova arena e atrasar a construção do novo centro de convenções planejado pela Prefeitura. Qualquer escavação na área, declarada de utilidade pública pela Prefeitura em, está proibida pelo governo do Estado. O processo de “remediação” já teve início.

O terreno onde se cogita construir o estádio de abertura da Copa de 2014, na zona norte de São Paulo, está contaminado por metais pesados e passa por um processo. É o que informa o último relatório, divulgado, com a relação das áreas contaminadas no Estado.

A contaminação por metais também atinge o lençol freático que atravessa parte do terreno, que tinha como vizinhos, até o fim dos anos 1960, sedes de indústrias metalúrgicas e galpões de fabricantes de óleos graxos. O documento ainda diz que há a presença de solventes halogenados, como clorofórmio, no solo e no subsolo. A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular. Desde 2004, quando a Cetesb passou a divulgar a lista de áreas contaminadas, o terreno em Pirituba é considerado um passivo.

Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento só no passado. A entidade promete elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba. “Os estádios na Copa de e 2010 tiveram forte conotação ambiental. Não podemos ter um justamente em área contaminada. Exigimos a descontaminação da área já. E sabemos que isso é um processo lento e criterioso”, afirmou.

Procurado, o governo municipal diz nunca ter cogitado a construção de um estádio no local. Mas, segundo a assessoria, a contaminação está restrita a um perímetro de 2 mil a 3 mil metros e não inviabilizaria o centro de convenções. Apesar das negativas sobre o estádio, foi o próprio quem falou sobre Pirituba ao presidente da CBF.

Monitoramento. Segundo a Companhia City, a área contaminada é monitorada ano a ano. A contaminação viria desde a década, por causa da areia usada em fundição de motor que era jogada no terreno por empresas da região. Ainda assim, a City afirma que não é toda a sua área em Pirituba que está contaminada – o projeto que a empresa apresentou para a região, de um grande condomínio de casas, não estaria em área contaminada, de acordo com a assessoria.

Limpeza. Responsável por escolher a área que foi declarada de utilidade pública para a construção de um centro de convenções, Orlando Almeida, informou que é possível fazer a descontaminação do terreno em um ano. “Não havia indústrias dentro da área. O que ocorria era a queima de pneus velho e isso nunca atingiu nem % de todo o terreno”, argumentou.

Almeida diz conhecer o passivo ambiental do local desde quando era perito. “Em um caso como esses, você precisa remover toda a terra, numa altura de até 4 mil metros. Aí o problema pode ser resolvido. Dependendo do orçamento, dá para resolver a contaminação em um ano”, afirmou. Almeyda disse que o lençol freático só está contaminado, segundo a Cetesb, por causa da Terra por cima.

Uma vez feita a leitura desse texto para lá de confuso, confira a versão original e procure apontar as incorreções e omissões desse “texto contaminado”.

Esse post foi publicado em Exercícios. Bookmark o link permanente.

13 respostas para Texto “contaminado”

  1. Cacau disse:

    1-Pasivo da area?
    2-Area declarada de utilidade pública ?
    3-O terreno onde se cogita construir o estádio de abertura da Copa de 2014, na zona norte
    de São Paulo, está contaminado por metais pesados e passa por um processo. QUE PROCESSO É ESSE?
    4- É o que informa o último relatório, divulgado, com a relação das áreas contaminadas no Estado.
    contaminação foi o descarte irregular DO QUE?
    5-Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento ? QUE MOVIMENTO É ESSE ?

    6-A entidade promete elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba.
    7- Limpeza, faltam dados como percentagem etc..

  2. Uilian disse:

    1 – Falta um titulo que chame a atenção
    2 – O que considero a lide está no terceiro paragrafo
    3 – Falta palavras que de sentido ao texto como o exemploda entidade o que realmete ela promete? até o fim de que?
    4 – Não entendi como o processo de remediação já teve inicio, observando somente o relatório de e se está proibida as escavações.
    5 – Falta dados de porcentagem de contaminação quando citado a limpesa do terreno
    6 – O projeto de construções de casa? como assim não estavamos falando do estadio?

  3. Pamela Alexandre disse:

    1 – Falta título e olho para a matéria

    2 – O primeiro parágrafo não traz o lead, com as informações essenciais sobre o fato, para situar o leitor.

    3 – O Segundo parágrafo diz que a área foi declarada de utilidade pública pela prefeitura, mas omite a data.

    4 – O terceiro parágrafo traz o lead, mas no trecho em que fala sobre a contaminação, não diz qual é o processo pelo qual o terreno está passando.
    Processo de quê? Não há a complementação das informações.

    5 – No 5º parágrafo há omissão das seguintes informações:
    Qual é nome do movimento que reivindica a descontaminação do terreno?
    O quê a entidade promete elaborar e qual a data prevista para que isso aconteça?

    6 – O 6º parágrafo não cita o nome da fonte do governo municipal, que disse ter conversado com o presidente da CBF sobre a impossibilidade da construção do estádio.

    7 – No último parágrafo, há um erro na repetição do sobrenome da fonte: de Almeida para Almeyda.

    8 – No geral, o texto traz informações muito importantes, mas também muitas omissões. Falta estruturação para que o leitor compreenda. Não há começo, meio e fim.

  4. VANDER RAMOS disse:

    1) Faltou um titulo
    2) O lead, para mim, é: “O terreno onde se cogita construir o estádio de abertura da Copa de 2014, na zona norte de São Paulo, está contaminado por metais pesados e passa por um processo”.

    3) “A área tem milhões de metros quadrados, o equivalente a três parques.”
    Qual o tamanho de cada parque?? Milhoês, quanto???
    A cetesb ja informou o tamnho da area contaminada, 2 a 3 mil m2..

    4) “fornecer mais detalhes do passivo na região, como o perímetro da área contaminada dentro do terreno”
    Fase sem sentido, pois como o perimetro pode ser detalhes do passivo???

    5) “Qualquer escavação na área, declarada de utilidade pública pela Prefeitura em, está proibida pelo governo do Estado.”
    Um “em” indevido na frase.

    6) “…está contaminado por metais pesados e passa por um processo..”
    Qual processo???

    7) …”promete elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba…”
    Promete o que???

    8) “…estádios na Copa de e 2010…”
    Um “e” há mais..

    9) ” E sabemos que isso é um processo lento e criterioso”, afirmou.”
    Quem afirmou???

    10) “Apesar das negativas sobre o estádio, foi o próprio quem falou sobre Pirituba ao presidente da CBF…”
    Quem falou??

    11) “A contaminação viria desde a década, por causa…”
    Qual decada???

    12) “Responsável por escolher a área que foi declarada de utilidade pública para a construção de um centro de convenções, Orlando Almeida, informou …”
    Se a area é da Prefeitura, quem é Orlando Almeida???”

    13) “atingiu nem % de todo o terreno…”
    Quantos % ???

    14) “…desde quando era perito…”
    Perito de que???

    15) “…numa altura de até 4 mil metros…”
    ALTURA DE 4 MIL MTS????

    16) “…Almeyda disse…”
    Nao seria Almeida como está escrito anteriormente???

  5. Marta Barbosa dos Santos disse:

    1) O lead do texto, ou melhor, o que deveria ser o lead, está muito confuso, não responde as famosas perguntas “o que, quem, quando, onde e por que”. Além disso, a forma com que ele está escrito não parece ser o início de uma matéria.

    2) Ainda no primeiro parágrafo, para exemplificar o tamanho da área, ela é comparada a “três parques”, porém somente a palavra parque não é uma medida e não passa a dimensão da área. No texto original, “são três parques do Ibirapuera”, nesse caso sim, temos uma ideia do tamanho da área.

    3) No segundo parágrafo fala-se sobre o “projeto da nova arena”, mas só no terceiro parágrafo aparece a informação sobre o projeto do estádio para a Copa de 2014.

    4) “A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular”, esta frase fica um pouco vaga sem a complementação que aparece no texto original, que diz “descarte irregular de resíduos”.

    5) No quinto parágrafo aparece “elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba”, “uma” o quê contra o estádio? No texto original “elaborar até o fim do mês uma ação civil contra a construção do estádio em Pirituba”… Agora sim!

    6) Em “Monitoramento”, lemos que a “contaminação viria desde a década”. Que década? De 1960, segundo o texto original.

    7) Na fala de Orlando Almeida “isso nunca atingiu nem % de todo o terreno”. Mais uma omissão, quanto por cento do terreno foi atingido? Somente 1% de acordo com a versão original do texto.

    8) No parágrafo seguinte ele diz “conhecer o passivo ambiental do local desde quando era perito”… Mas o que ele é agora, além de “responsável por escolher a área que foi declarada de utilidade pública para a construção de um centro de convenções”. No texto original vemos que ele é secretário de Controle Urbano de São Paulo.

    9) E para finalizar a área precisa ter a areia removida “numa altura de até 4 mil metros”… Imagina o tamanho da contaminação!

  6. Rafael Gonçalves disse:

    1 – A informação de que a área tem milhões de metros quadrados é imprecisa e duvidosa:
    A área tem milhões de metros quadrados.

    2 – Falta informação. A frase está sem sentido:
    Qualquer escavação na área, declarada de utilidade pública pela Prefeitura em, está proibida pelo governo do Estado?

    3 – O Lead está no lugar errado. Aparece apenas no 5º parágrafo:
    O terreno onde se cogita construir o estádio de abertura da Copa de 2014, na zona norte de São Paulo, está contaminado por metais pesados e passa por um processo. É o que informa o último relatório, divulgado, com a relação das áreas contaminadas no Estado.

    4 – Falta informação. A fonte de contaminação foi o descarte irregular do quê? Em que sentido a área é considerada um passivo?
    O documento ainda diz que há a presença de solventes halogenados, como clorofórmio, no solo e no subsolo. A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular. Desde 2004, quando a Cetesb passou a divulgar a lista de áreas contaminadas, o terreno em Pirituba é considerado um passivo.

    5 – Falta informação. Elaborar o que contra o estádio?
    A entidade promete elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba. “Os estádios na Copa de e 2010 tiveram forte conotação ambiental.

    6 – Falta informação. A contaminação viria desde qual década?
    A contaminação viria desde a década, por causa da areia usada em fundição de motor que era jogada no terreno por empresas da região.

    7 – De onde se tirou essa informação de queimas de pneus?
    “Não havia indústrias dentro da área. O que ocorria era a queima de pneus velho e isso nunca atingiu nem % de todo o terreno”, argumentou.

    8 – Almeida aparece escrito de formas diferentes:
    Almeida diz conhecer o passivo ambiental do local desde quando era perito. “Em um caso como esses, você precisa remover toda a terra, numa altura de até 4 mil metros. Aí o problema pode ser resolvido. Dependendo do orçamento, dá para resolver a contaminação em um ano”, afirmou. Almeyda disse que o lençol freático só está contaminado, segundo a Cetesb, por causa da Terra por cima.

    9 – O projeto é de se construir um estádio e não uma arena e, menos ainda, um centro de convenções.
    Para ambientalistas que tiveram acesso ao relatório, a descontaminação da área vai levar ao menos três anos, o que pode inviabilizar o projeto da nova arena e atrasar a construção do novo centro de convenções planejado pela Prefeitura.

    10 – Quem é o Presidente da CBF?
    Apesar das negativas sobre o estádio, foi o próprio quem falou sobre Pirituba ao presidente da CBF.

  7. Cláudia Pereira disse:

    1- Além do lide ser desconstruído falta a informação sobre o relatório da CETESB
    2- No segundo parágrafo ta completamente confuso não se sabe o que é o processo de “remediação” ??
    3- No quarto parágrafo contem informações que deveriam vir na sequência do lide, lógico de maneira mas objetiva e com as palavras no seu devido lugar
    4- O quinto parágrafo contem informações que encaixa com o segundo parágrafo, onde falam sobre a opinião dos ambientalistas.
    No parágrafo MONITORAMENTO é muito confuso as informações estão invertidas e uma frase muito longa para dizer apenas que o terreno é contaminado há décadas e mesmo assim não informa em que ano começou.
    5- No parágrafo de LIMPEZA Ta confuso, faltou o número que corresponde a porcentagem do terreno não atingido e
    6- O último parágrafo tem informações que poderia ta no início do texto
    7 – Ainda no último parágrafo tem informações um tanto exagerada – 4 mil metros

  8. Vivian Ito disse:

    1)Três parques. Que parques?
    2)Qual é o nome do Movimento que está defendendo a causa?
    4) Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento só no passado. Passado do que?
    3)Nem % de todo o terreno? Que porcentagem é essa?
    4) Faltou dizer que a contaminação viria desde a década de 1960, por causa da areia usada em fundição de motor que era jogada no terreno por empresas da região, e que por esse tipo de contaminação, parte da área estava fora de perigo.

  9. Luciana Sales disse:

    Erros na matéria:

    1) O lead da matéria fala sobre a Cetesb, sendo que o assunto principal da matéria é a contaminação do estádio Piritubão.

    2) Após a apresentação do assunto no primeiro parágrafo deveria ser falado como se dá essa contaminação.

    3) Em seguida, o parecer de ambientalistas e especialistas nesta área, para então colocar detalhes informados pela CETESB (que no texto confuso foi colocada logo no primeiro parágrafo, o que dá a impressaõ de que o assunto é a CETESB e não a contaminação do estádio Piritubão).

    4)”A contaminação viria desde a década, por causa da areia usada em fundição de motor que era jogada no terreno por empresas da região.”. que década? não foi mencionada no texto. O correto seria : “A contaminação viria desde a década de 60…”

    5) “Responsável por escolher a área que foi declarada de utilidade pública para a construção de um centro de convenções, Orlando Almeida, informou que é possível fazer a descontaminação do terreno em um ano”. Quem é Orlando Almeida? O correto é: “Responsável por escolher a área que foi declarada de utilidade pública para a construção de um centro de convenções, o secretário de Controle Urbano de São Paulo, Orlando Almeida, informou que é possível fazer a descontaminação do terreno em um ano”.

    6) Não havia indústrias dentro da área. O que ocorria era a queima de pneus velho e isso nunca atingiu nem % de todo o terreno”, argumentou.
    Qual a porcentagem do terreno atingido? O correto é: “Não havia indústrias dentro da área. O que ocorria era a queima de pneus velhos e isso nunca atingiu nem 1% de todo o terreno”, argumentou.

    7) “Almeida diz conhecer o passivo ambiental do local desde quando era perito. “Em um caso como esses, você precisa remover toda a terra, numa altura de até 4 mil metros. Aí o problema pode ser resolvido. Dependendo do orçamento, dá para resolver a contaminação em um ano”, afirmou. Almeyda disse que o lençol freático só está contaminado, segundo a Cetesb, por causa da Terra por cima”.
    Neste parágrafo há erros como: Almeida era perito de onde? Remover a terra em que altura? O correto deste trecho é: “Almeida diz conhecer o passivo ambiental do local desde 2003, quando era perito do mercado imobiliário. “Em um caso como esses, você precisa remover toda a terra, numa altura de até 4 metros. Aí o problema pode ser resolvido. Dependendo do orçamento, dá para resolver a contaminação em um ano”, afirmou. Almeida disse que o lençol freático só está contaminado, segundo a Cetesb, por causa da terra por cima”.

    8) No quarto parágrafo: “A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular de resíduos. Desde 2004, quando a Cetesb passou a divulgar a lista de áreas contaminadas na internet, o terreno em Pirituba é considerado um passivo ambiental paulistano”
    Os erros neste parágrafos são os seguintes: descarte irregular do que? o terreno em Pirituba é considerado um passivo no que?
    O correto é: ” A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular de resíduos. Desde 2004, quando a Cetesb passou a divulgar a lista de áreas contaminadas na internet, o terreno em Pirituba é considerado um passivo ambiental paulistano”.

    9) “A área tem milhões de metros quadrados, o equivalente a três parques”. Quantos milhões de metros quadrados tem a área? equivalente a que parque?
    A frase que se encontra no primeiro parágrafo seria assim: “A área tem 4,9 milhões de metros quadrados, o equivalente a três parques do Ibirapuera”.

    10) neste parágrafo: “Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento só no passado” qual o Movimento conhecido pelos ambientalistas? O correto seria: “Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento em Defesa do Pico do Jaraguá só no mês passado”.

  10. dalton assis disse:

    1- A forma da escrita para descrever o informativo da CETESB
    Trecho A Cetesb informou que somente hoje conseguiria fornecer mais detalhes
    2- Não passa a data de quando foi divulgado este relatório
    3- 2° parágrafo na parte final – O processo de “remediação” já teve início.( falta informação
    4- O 3° parágrafo deveria ser colocado no inicio como informação do porque que o terreno esta contaminado
    5- A “fonte” de contaminação foi o descarte irregular. Mas Descarte irregular de que?
    6- o terreno em Pirituba é considerado um passivo – Faltou complemento para explicar esse passivo.
    7- No 5° parágrafo – Mas a contaminação chegou ao conhecimento de ambientalistas do Movimento só no passado.
    Passado de que? E que movimento?
    8- A entidade promete elaborar até o fim uma contra o estádio em Pirituba
    Fim? Da onde? E como assim “ uma contra”
    9- Falta de informação concisa e ausência de dados no texto
    10- E sabemos que isso é um processo lento e criterioso”, afirmou. Quem afirmou?
    11- Quem falou sobre o estádio do Pirituba para o presidente da CBF? Quem é o Presidente da CBF
    12- Que parques são esses?
    13- Monitoramento –
    Que década?
    Orlando Almeida, informou- Quem é ele?

  11. Elias Ribeiro disse:

    Texto “contaminado”
    1° O local do ocorrido? a data?
    2° O projeto de remediação
    3° Que terreno
    4° Que documento?
    6° Que governante falou

  12. Suevelin Cinti disse:

    1.LIDE estava no 3° parágrafo, não fica claro que se trata de um processo de descontaminação, não é indicado o órgão que apresentou o relatório;
    2. As informação não poderiam estar no início da reportagem;
    3.No 5º parágrafo, qual movimento?
    4.No tópico Monitoramento: não compreende-se a década que é citada;
    5.No último parágrafo, quem é Arnaldo?
    6.A ordem das informações alteradas atrapalhou compreensão do assunto.

  13. Pingback: A penúltima aula | Mural

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s