Cooperativa de artistas movimenta o Capão Redondo

por Pamela Alexandre, Valesca Montenegro e Gustavo Lima

Mural

Foto: Gustavo Lima

Grupo tem loja, promove festas e revela outra face da periferia

Criada por um grupo de artistas, a cooperativa “Contexto Coletivo” começou seu trabalho colorindo com grafitti os muros cinzentos do bairro do Capão Redondo, na zona sul da cidade de São Paulo. Em 2009, resolveu apostar na região inaugurando uma loja, cuja proposta é mostrar peças de diversos artistas, que levam o trabalho que fazem nos muros do bairro para estampas de roupas, quadros, fotografias, itens artesanais, exposições e diferentes objetos customizados.

O objetivo é oferecer um produto diferenciado e feito de forma independente, autoral e, ao mesmo tempo buscar a sustentabilidade dos envolvidos. A loja “Contexto Coletivo” é um ponto de encontro criativo e cultural.

Acostumados a expor seus trabalhos em outros bairros da cidade, o grupo enxergou um forte potencial cultural na periferia. Fábia Roberta, uma das cooperadas, acredita que também há público interessado em arte nos lugares afastados dos grandes centros. Para ela, o que falta é incentivo. “Já morávamos na região e começamos a nos questionar: por que não mostrar o nosso trabalho por aqui?”.

Sound Systems

Com o tempo, o grupo passou a promover festas de rua gratuitas, com os chamados Sound Systems, atraindo pessoas de diferentes regiões da cidade.

Foto: Flickr Contexto Coletivo

Foto: Flickr Contexto Coletivo

O resultado foi bastante positivo e contribuiu para a melhor visibilidade bairro.  Camila Maciel, 24 anos, mora no centro da cidade e revela “É interessante ver a integração da comunidade. Eventos como esse dão um brilho ainda maior para a região”.

O coletivo cultural vem procurando manter a periodicidade de a cada mês realizar a festa “Dubversão – sistema de som”, um evento embalado  por dub (um remix de músicas de reggae que surgiram no final da década de 60).

Foto: Flickr Contexto Coletivo

Além de roupas, artistas criam também bonecos exóticos

A festa realizada no último dia 27 de julho contou com a presença de pelo menos 80 pessoas. No ar, pairava a animação de jovens vindos de vários lugares de São Paulo. Aelton Costela, 30 anos, conheceu a cooperativa por meio de amigos e acredita que movimentos culturais são muito importantes para o desenvolvimento da periferia. “Se não há incentivo do governo, a população trata logo de encontrar alternativas para gerar mudanças”, declara.

“É assim que a juventude da periferia se diverte” conta Maitê de Oliveira, 22 anos. Ela acredita que não é necessário se locomover para bairros nobres da cidade. Ao lado de casa, é possível ouvir boa música, estar com os amigos e conhecer gente nova. “Vale a pena dar uma passada pela loja e conhecer o trabalho da cooperativa”, completa.

Para conferir trabalhos do grupo, acesse: http://www.flickr.com/people/contextocoletivo/

Esse post foi publicado em Anúncios. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Cooperativa de artistas movimenta o Capão Redondo

  1. é realmente muito bom o sound system realizado pela Contexto. Estava no último e foi simplesmente perfeito: gente educada e bonita, energia, bom gosto, perfeito. Essa é a prova que a periferia está se movimento e se levantando. A revolução esta vindo, a nossa vitória esta vindo. Fiquem atentos pois os de mente menor serão engolidos…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s